banner_4.gif
AddThis Social Bookmark Button
Diocese assina documento turístico religioso em BH
Qui, 14 de Julho de 2011 12:35

20110713153937_caminho_religioso_da_estrada_real

Assinatura do protocolo de intenções para implantação do “Caminho Religioso da Estrada Real: de Padroeira a Padroeira”. Este foi o principal objetivo da cerimônia que aconteceu na última terça-feira, 12, no auditório da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (FIEMG), em Belo Horizonte, da qual cerca de 100 convidados marcaram presença.

Para representar o Bispo Dom Célio, em nome da Diocese de São João del-Rei, esteve presente o historiador e literato, Francisco Braga, acompanhado pelo secretário da Cúria diocesana, Cláudio Guimarães Pereira. Tal representatividade se deu pelo fato de 19 cidades da diocese estarem inclusas no referido roteiro turístico religioso a ser implantado. Alguns prefeitos da região, como de Tiradentes e de Nazareno, também marcaram presença.

O “Caminho Religioso da Estrada Real: de Padroeira a Padroeira” é um roteiro integrado de turismo religioso, envolvendo 86 municípios entre os Santuários da Serra da Piedade, em Minas Gerais, e da Padroeira do Brasil, em Aparecida, São Paulo. São cerca de 600 quilômetros destinados à peregrinação e meditação, com conceito e sinalização turística indicativa baseados no Caminho de Santiago de Compostela, um trajeto religioso que abrange várias cidades espanholas e portuguesas.

Segundo informa o historiador Francisco Braga, "Dom Célio é considerado parceiro importante para o êxito do projeto. tanto que eu, representando-o, fui convidado para sentar à mesa junto de autoridades governamentais, judiciais e eclesiástica”. Francisco Braga ainda completa “São João del-Rei, como marco zero do Circuito Caminho Nhá Chica e Padre Victor (CNCPV), tem todas as condições de preencher os requisitos que atendam o segmento turismo religioso. É conhecida pela religiosidade de seu povo, boa infraestrutura hoteleira e de restaurantes, detentora de Universidade Federal e Institutos privados de educação superior, dotada de natureza pujante e bela, e de outras maravilhas. Deverá destacar-se de outros municípios por essas razões”.

Cláudio Guimarâes Pereira aponta os desafios e os reflexo econômico dessa iniciativa para São João del-Rei e região. "O projeto é ousado, mas não inviável. Vai exigir das cidades envolvidas uma infra-estrutura capaz de atender os objetivos do projeto. A longo prazo, ele tende a gerar renda e trabalho para a população das cidades envolvidas".

Para o alcance dos objetivos estratégicos do projeto, a equipe técnica da Secretaria de Estado do Turismo de Minas Gerais (SETUR) agendou para o dia 22 de julho, sexta-feira, às 14 horas, uma reunião com a Prefeitura Municipal e Diocese de São João del-Rei, com participação das paróquias locais das referidas cidades participantes.


Municípios diocesanos envolvidos no Caminho Religioso

Os municípios ligados à Diocese de São João del-Rei, inseridos no Caminho Religioso, são: Minduri, São Vicente de Minas, Madre de Deus de Minas, Piedade do Rio Grande, Barroso, Santa Cruz de Minas, Dores do Campo, Ritápolis, Conceição da Barra de Minas, Nazareno, Itutinga, Luminárias, Lagoa Dourada, Resende Costa, Coronel Xavier Chaves, Prados, Tiradentes, São João del-Rei e Carrancas.

Levantamento realizado pelo Instituto de Pesquisas da Universidade de São Paulo mostra que existem cerca de 15 milhões de brasileiros interessados em destinos religiosos. O segmento de turismo religioso é o que mais cresce no mundo; 8,1 milhões de viagens domésticas no Brasil são motivadas pela fé, o que representa 3,6% de todas as viagens realizadas dentro do país.

  

Integrantes da Mesa (foto) – da direita para esquerda


- Augusto Lio Horta, Secretário-Adjunto da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD) 


- Maria Olívia de Castro, Secretário-Adjunto de Estado da Cultura (SEC)

 
- Renata Vilhena, Secretária de Estado de Planejamento e Gestão de MG (SEPLAG)


- Agostinho Patrus Filho, Secretário de Estado de Turismo de MG (SETUR/MG)


- Dom Valmor  Oliveira de Azevedo (Arcebispo Metropolitano de Belo Horizonte)


- Sérgio Cavalieri (Vice-Presidente FIEMG), representando o Presidente Olavo Machado Jr.

 
- Marcos Paulo de Souza Miranda (Membro do Ministério Público do Estado de Minas Gerais, Coordenador da Promotoria Estadual de Defesa do Patrimônio Cultural e Turístico de MG)

 
- Francisco José dos Santos Braga (literato e historiador), representando Dom Frei Célio de Oliveira Goulart, Revmo. Bispo da Diocese de São João del-Rei.

Última atualização em Qui, 14 de Julho de 2011 12:59